• Escorpião
Você deve ter acompanhado os surtos de escorpiões que têm crescido nas zonas urbanas brasileiras. O que de fato é a grande dúvida, é se realmente a dedetização para escorpião é eficaz.
Os escorpiões estão presentes em todas as regiões e zonas brasileiras, mas é durante o clima quente e abafado do verão que há um aumento significativo da população dessa espécie nas áreas urbanas.
Dessa maneira, você, sua família e até empresas que se encontram instaladas nessas áreas estão expostas aos riscos que esses animais oferecem aos humanos: mais de 100 mil casos de picadas de escorpião por ano são registradas no país, sendo pelo menos 2% deles fatais devido ao veneno que expelem durante sua investida.
E a dedetização para escorpião entra em um mito onde algumas pessoas dizem que não funciona e outras dizem que é muito eficaz. Mas, qual é a melhor ação para se proteger dessa praga urbana e garantir a segurança dentro da sua casa e de estabelecimentos urbanos?
Vários locais podem servir de abrigo para os escorpiões, sua preferência é por ambientes úmidos e escuros, onde se escondem debaixo de pedras, em meio a entulhos, encanamentos e instalações elétricas, além de bueiros e esgotos.
Outro ponto que deve ter devida atenção na sua casa é o fato desses aracnídeos também se escondem em roupas e dentro de calçados, por isso o cuidado redobrado na hora de se vestir é muito importante para evitar acidentes.
Mas o que estimula o aparecimento dessa espécie? Além de serem atraídos por entulhos, a presença de outros insetos, como baratas, grilos e cupins também podem ajudar o crescimento da população de escorpiões, pois podem servir de alimento. É sempre bom manter-se livres de outras pragas urbanas, uma vez que também são vetores de doenças, ameaçando a saúde da sua família ou funcionários.
Embora os escorpiões se alimentem de outros insetos, e em alguns casos até chegam ao canibalismo, esse não é um fator chave para a proliferação da espécie, pois esses animais são capazes de sobreviver por longos períodos sem se alimentar, permanecendo escondidos e imóveis por até três meses.
Várias espécies coabitam as zonas urbanas com os humanos, mas três delas são mais comuns de serem encontradas no Brasil, são elas:
1) Escorpião Amarelo: é encontrado nas regiões Sudeste, Centro-Oeste e Nordeste, também é a espécie responsável pelo maior número de acidentes em áreas urbanas registrados no país. Devido a sua picada de alta periculosidade e seu veneno muito tóxico, os registros de óbitos, principalmente em crianças, são mais comuns entre essa espécie.
2) Escorpião do Nordeste: como denomina a própria espécie, esse tipo de escorpião é o mais comum na região Nordeste, facilmente reconhecida por apresentar um triângulo de cor negra sobre suas costas.
3) Escorpião Preto: também chamado de Escorpião Marrom, é comum no Leste e Centro do Brasil, onde é o responsável pelo maior número de acidentes escorpiônicos em área rural registrados no país.

Escorpião

  • Referência: ESCP

* Campos obrigatórios

Imagem antispam

Itens relacionados

Desinsetização

Desinsetização

Desinsetização EcológicaServiço de controle de insetos em geral (baratas, formigas, traças, aranhas,..