• Cupins
Os cupins são organizados em sociedades. As colônias onde vivem, também chamadas de cupinzeiros, abrigam o rei e a rainha, responsáveis pela ampliação da população; os ovos, operários e soldados, ambos estéreis, são responsáveis respectivamente pela alimentação das outras castas e pela proteção do cupinzeiro.
Em ambientes equilibrados, os cupins participam dos processos ecológicos, atuando na transformação de minerais, de componentes orgânicos, nas gêneses do solo, além de servir de alimentos para outras especeis animais. Dentro desse contexto, muitas espécies de cupins foram favorecidas durante o processo de urbanização, e hoje várias delas são agentes potenciais de dano em residências, consumindo madeira, cabos elétricos, plástico, gesso, couro e material têxtil.
Como pragas urbanas, os cupins podem ser classificados em três categorias:
* Cupins de madeira seca: atacam peças de madeira e seus derivados e vivem diretamente dentro da peça que serve de alimento;
* Cupins subterrâneos: atacam madeiras e derivados, mas vivem em ninhos construídos fora do alimento, em locais ocultos;
* Cupins arborícolas: que causam transtorno similares aos dos subterrâneos, porém constroem seus ninhos em suportes elevados e transitam em túneis através do substrato.
* carunchos de madeira: também conhecidas como brocas, são minúsculos organismos que se alimentam de madeira seca em busca da fibra celulosa assim como os cupins. Se reproduzem em tempo integral e não possui revoadas. Muitas vezes é confundido com cupins, porém o processo e mais acelerado em comparação aos cupins. Seus resíduos se assemelha a farinha de milho média.

Para tratamento eficaz contra cupins e brocas é preciso conhecimento e dedicação para a escolha correta do tratamento. Consulte A H MAXI.

Cupins

  • Referência: CPS

* Campos obrigatórios

Imagem antispam

Itens relacionados

Descupinização

Descupinização

DescupinizaçãoTratamento em móveis sem resíduos tóxicos, buscamos o seu móvel e devolvemos em sua ca..